Gestão da Água e Redução de Perdas | Uma urgência mundial

Sabia que, em média, um terço da água potável é perdida pelos sistemas de abastecimento antes de chegar ao consumidor? Sabe quais as consequências?

A água é um recurso essencial a todos no planeta. Bebemo-la, utilizamo-la nos mais variados processos domésticos, industriais e na agricultura.

A crise mundial da água e a seca que assolam o planeta Terra atualmente, são temas bem presentes diariamente. O crescimento exponencial da população da Terra, em conjunto com uma concentração populacional em grandes cidades nas zonas costeiras, tenderá a aumentar fortemente o stress hídrico em diversas áreas do globo, tornando a água doce um recurso cada vez mais crítico, que importa preservar e gerir com a máxima eficiência. 

Sabe como está distribuída a água na Terra?

Apesar de cerca de 70% da superfície do planeta Terra estar coberta de água, apenas cerca de 2,5% é água doce.

O seguinte infográfico mostra-lhe como está distribuída a água existente na Terra, a distribuição da água doce nas suas diferentes formas e as águas superficiais:

No que concerne à utilização da água, a mesma é utilizada para diversas finalidades, às quais correspondem, aproximadamente, as seguintes percentagens:

  • Agricultura: 70,1%
  • Indústria: 20%
  • Uso urbano: 9,9%

No atual contexto, é crucial a consciencialização de que os recursos hídricos são limitados e da crescente necessidade em conservá-los. A promoção do aumento de eficiência e de competitividade deve ser centrada no setor da agricultura e da indústria, dado que são responsáveis por cerca de 90% dos consumos.

Contudo, no setor urbano responsável por 10% do consumo global de água, encontramos também oportunidades de melhoria com reflexos económicos muito positivos, dado que as perdas de água atingem, a nível mundial valores na ordem dos 50% e, em Portugal, as entidades gestoras atingem valores médios de 40%, sendo que estes valores variam de entidade para entidade, oscilando entre os 8 e os 80%.

Fica assim evidenciada a importância económica e ambiental das perdas de água nos sistemas de abastecimento, constituindo um fator determinante para a melhoria da eficiência. A mesma implica a adoção de uma atitude mais sustentável, através do recurso a novos métodos de gestão e a novas tecnologias que, tendencialmente, devem ser implementadas pelas entidades gestoras.

No próximo artigo explicaremos mais em detalhe em que consistem as perdas de água, porque acontecem e algumas abordagens de combate às mesmas.